DSC_1057.jpg

5 formas de desintoxicar e impulsionar o sistema imunitário naturalmente durante o verão

O verão é uma boa altura do ano para desintoxicar e fortalecer o nosso organismo de forma totalmente natural. O calor chega e com ele a abundância de frutas. O sol convida-nos a passar mais tempo no exterior, a beber mais líquidos e a optar optar por refeições mais leves.

Aproveita a motivação do verão para implementares estas mudanças positivas no teu dia-a-dia:



1. Bebe água morna com limão ao acordar

Começa o teu dia com líquidos. Espreme um limão e coloca 2-3 gotas num copo de água morna e bebe em jejum.




2. Detox com água

A água é uma das melhores maneiras de hidratar e eliminar as toxinas do corpo. Bebe pelo menos 2 a 2,5 litros de água por dia. Opta por uma água mineral de qualidade retirada de fontes naturais, protegidas e sem nenhum tratamento.





3. Respira ar puro

Escolhe fazer passeios na natureza, junto ao mar ou na floresta. Mantêm a tua casa e o teu locar de trabalho arejado, limpo, livre de pó e produtos químicos. Melhora a qualidade do ar com plantas próprias para o efeito.




4. Escolhe o alimento "certo"

Aproveita a diversidade desta época e inclui mais frutas, vegetais e algas na tua dieta. No verão, as opções, em geral, são ricas em vitamina C, com propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias.

Optar por uma dieta líquida ou por fazer um jejum parcial são duas formas válidas e eficazes de desintoxicar e fortalecer o nosso organismo.




5. Exercício ao ar livre

Exercitar ao ar livre e junto à natureza é sempre uma boa opção, no entanto, opta por faze-lo no horário de menor calor e preferencialmente em lugares com sombra.


O Yoga, o Chi Kung e as Caminhadas são as nossas práticas de eleição. Ajudam a colocar a energia em movimento, libertar emoções e desintoxicar o corpo de todo o stress e a ansiedade acumulado.


 

Se procuras um acompanhamento no teu processo de desintoxicação, descobre os nossos Programas Detox *As informações e sugestões contidas neste blog são meramente informativas e não substituem o acompanhamento de terapeutas de saúde especializados.

0 comentário